Bioestimuladores

São José do Rio Preto

Dra. Aline M. Franzotti Chammas
Dermatologista

CRM: 134350 | RQE: 49830

Assista ao Vídeo

Clique para agendar

Perguntas e respostas sobre Bioestimuladores

Sabemos que o corpo perde em torno de 1% do colágeno a partir dos 30 anos e, após os 50, acredita-se que sua produção gira em torno de 35% a 40% do total. Essa perda de colágeno é responsável pela flacidez da pele, associada a perda de volume, contribuindo para o aspecto mais envelhecido.

Os bioestimuladores são os novos queridinhos no mundo da beleza, pois quando aplicados na pele estimulam a produção de colágeno a longo prazo, diminuindo a flacidez com resultado muito natural.

  • Policaprolactona – Elansé
  • Hidroxiapatita de Cálcio – Radiesse
  • Ácido Poli-l-lático – Sculptra
  • Fios de PDO

Todos têm como objetivo principal o estímulo de colágeno, mas cada um apresenta suas peculiaridades. O Radiesse e o Elanse, por exemplo, também podem ter efeito preenchedor

A aplicação pode ser feita com agulhas ou cânulas, muito parecida com a aplicação de preenchedores. É um procedimento praticamente sem dor.

Na face os bioestimuladores injetáveis somente não podem ser aplicados próximo de olhos e boca. Já no caso de fios de PDO, podem ser feitos em toda face, incluindo próximo a boca (nas rugas de “código de barra”) e pálpebras inferiores.

Eles são indicados também para uso corporal, com resultados incríveis em glúteos, abdome, braços e coxas.

Os protocolos de tratamento sugerem de uma a três sessões mensais, com manutenções anuais. Isso será definido pela idade da paciente e grau de flacidez. Peles mais jovens geralmente uma sessão já traz uma melhora e serve como prevenção. Peles mais maduras geralmente necessitam de mais sessões e de tratamentos combinados.

Os seus efeitos são graduais com o pico de ação ao redor do terceiro mês pós primeira aplicação. O estímulo de colágeno se mantém por muitos meses a depender do tipo de produto utilizado. Permite rejuvenescimento gradual e de aspecto natural.

Veja outros tratamentos

Toxina Botulínica

Preenchedores